Edgar Walter

Edgar Walter, nascido em Nova Lima/MG em 1917 e falecido em Teresópolis/RJ em 1994, foi um dos grandes nomes da pintura de Minas Gerais do século XX, e ocupa um lugar de importância na pintura brasileira. Em sua juventude trabalhou duro para ser bailarino, mas mais tarde se dedicou à pintura, que não largaria mais pelo resto de sua vida. É pelas paisagens que seu nome é mais conhecido no mundo da arte, mas a observação de costumes e o retrato também são temas frequentes em sua pintura.

Aprendizado com Oswaldo Teixeira

O pintor Oswaldo Teixeira foi seu principal mestre, tendo sido com ele que Edgar Walter aprendeu o essencial das técnicas de pintura e de como deveria dominar o pincel. Oswaldo Teixeira foi o fundador do Museu Nacional de Belas Artes, que dirigiu depois por quase 25 anos, até 1961. Além dos prêmios e do fato de ter sido membro de diversas academias (incluindo a Academia Nacional de Belas Artes de Lisboa, em Portugal), Teixeira é conhecido como o autor do grande retrato em tamanho natural do presidente Getúlio Vargas, que está exposto no Ministério da Fazenda.

Exposições

Confira algumas das principais exposições de que Edgar Walter participou em sua carreira.

  • 7º Salão Paulista de Belas Artes (1940)
  • 50º Salão Nacional de Belas Artes (1944)
  • 17º Salão Paulista de Belas Artes (1952)
  • Salão Paulista de Belas Artes (1957)
  • Salão Nacional de Belas Artes (1970)
  • 100 Obras Itaú (1985)
  • Pintura Brasil Século XIX: obras do acervo Banco Itaú
  • “Paisagem de Minas” (1992)

Influências

O pintor Helvécio Morais foi um dos que reconheceu a importância de Edgar Walter em seu trabalho e em sua forma de abordar a pintura. Seus temas naturalistas, com as paisagens rurais e naturais de Minas como tema sempre presente, foram uma grande influência para Helvécio, que desenvolveu ele próprio um portfólio assinalável e de grande interesse cultural.